Governo de SP
Acessibilidade: C+ C-

Releases

Releases


Plataforma Digital do PDUI- AU JUNDIAÍ já está aberta para receber propostas

O Poder Público e a Sociedade Civil da Aglomeração Urbana de Jundiaí poderão elaborar suas propostas e participar do processo de elaboração do Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) a partir de agora. A Plataforma Digital do PDUI-AUJ estará aberta até 30/09/2018.

Espera-se a colaboração ativa da população, entendendo que o cidadão está mais próximo dos reais desafios do cotidiano na Aglomeração Urbana de Jundiaí, tais como transporte, habitação, saneamento, e meio ambiente, entre outros. Por isso é importante sua contribuição nas discussões, para aprimorar as propostas do Plano, que busca melhorar a qualidade de vida de todos na região.

As propostas formuladas devem considerar o escopo regional do Plano, ou seja, devem estar associadas aos problemas e potencialidades da região, relativos às temáticas de interesse.

Para estruturar sua proposta, recomenda-se a leitura do Diagnóstico Regional Principais Desafios, produzido no âmbito do PDUI-AUJ.
https://drive.google.com/file/d/1l0lGQK0aqpn1XrLU9QzXV2tmaf9W-Z5d/view

As sugestões do Poder Público e da Sociedade Civil serão divulgadas gradativamente na Plataforma. As proposições vão embasar a proposta final do Plano, que acompanha o Projeto de Lei (PL) que será enviado à Assembleia Legislativa.

É importante ressaltar que nem todas as sugestões serão incorporadas ao texto final do PL, sobretudo aquelas que não fizerem referência às Funções Públicas de Interesse Comum (FPICs) e não incorporarem a escala regional do Plano.

Para elaborar uma proposta acesse o link:
https://www.pdui.sp.gov.br/jundiai/?page_id=332

Será necessário preencher um rápido cadastro (nome, email e senha) para criar o login e participar.

03/07/2018 Leia na íntegra esta matéria: (Plataforma Digital do PDUI- AU JUNDIAÍ já está aberta para receber propostas)


Região Metropolitana de Ribeirão Preto discute Habitação e Plano de Desenvolvimento Integrado Urbano

Durante a oitava reunião da Região Metropolitana de Ribeirão Preto, realizada na manhã desta segunda-feira, 11 de junho, na AEAARP (Associação de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Ribeirão Preto), modelos, programas, projetos e financiamentos para atividades de construção de moradias de interesse social foram discutidas pelo secretário Estadual de Habitação, Nelson Luiz Baeta Neves Filho.

Também foi apresentado, na oportunidade, um esboço do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano Integrado (PDUI) pelo diretor-presidente da Emplasa, Luiz José Pedretti, e pelo subsecretário de Assuntos Metropolitanos, Edmur Mesquita.

“Em breve, a Emplasa e a subsecretaria anunciarão investimentos na ordem de R$ 7 milhões para a elaboração do PDUI e o mapeamento digital das 34 cidades, oferecendo todo embasamento necessário das informações para uso e ocupação das faixas de áreas dos municípios da RMRP”, explicou o presidente do Conselho e prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira.

Comitê Executivo do PDUI

Durante a manhã, ficou definido que a escolha dos municípios que terão assento no Comitê Executivo do PDUI (um por sub-região), nos termos da Deliberação PDUI, será realizada na próxima semana, mediante o interesse dos prefeitos para assumir o posto. Os pleitos pela vaga serão sorteados e o nome será divulgado. “Instrumento legal que estabelece, com base em processo permanente de planejamento, as diretrizes e as ações para orientar o desenvolvimento da Região Metropolitana, buscando reduzir as desigualdades e melhorar as condições de vida da população, o Comitê Executivo será o primeiro passo para elaboração do PDUI”, explicou Edmur Mesquita.

A RMRP reúne 34 municípios divididos em quatro sub-regiões, sendo a sub-região 1 composta pelos municípios de Barrinha, Brodowski, Cravinhos, Dumont, Guatapará, Jardinópolis, Luis Antônio, Pontal, Pradópolis, Ribeirão Preto, Santa Rita do Passa Quatro, São Simão, Serrana, Serra Azul e Sertãozinho.  A sub-região 2 engloba Guariba, Jaboticabal, Monte Alto, Pitangueiras, Taiúva e Taquaral. A sub-região 3 é composta por Cajuru, Cássia dos Coqueiros, Mococa, Santa Cruz da Esperança, Santa Rosa do Viterbo e Tambaú e, a sub-região 4, Altinópolis, Batatais, Morro Agudo, Nuporanga, Orlândia, Sales Oliveira e Santo Antônio da Alegria.

EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos

Para que a região possa contar com um órgão fiscalizador e regulador de transporte interurbano, foi amplamente debatida a necessidade de dar agilidade ao processo. Ficou proposta a entrega de um documento oficializando o pedido ao governador do Estado, constando as 34 assinaturas dos prefeitos. A prefeitura de Ribeirão Preto já ofereceu uma área, localizada nos Campos Elíseos, que pertence ao município. Com mais de dois hectares, o prédio na Rua Tamandaré, esquina com a rua João Bin, foi ocupado pelo Departamento por mais de 50 anos.  Ali funcionava o antigo serviço de patrimônio do DER.

Subsecretaria de Assuntos Metropolitanos

12/06/2018 Leia na íntegra esta matéria: (Região Metropolitana de Ribeirão Preto discute Habitação e Plano de Desenvolvimento Integrado Urbano)

IDE-SP reúne dados espaciais de 12 órgãos públicos e deve crescer em 2018

Doze órgãos públicos estaduais aderiram, até maio último, ao Programa de Infraestrutura de Dados Espaciais para o Estado de São Paulo, a IDE-SP <http://www.idesp.sp.gov.br/>, cujo principal objetivo é consolidar uma rede integrada de bases de dados geoespaciais das instâncias de governo.

A informação é da Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa), gestora da IDE-SP, que espera contar com um total de 30 adesões já no segundo semestre de 2018.

"A IDE-SP vem mostrando seus benefícios, com a organização, sistematização, padronização e disseminação, de forma mais ágil e segura, das informações geoespaciais, como estabelece a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (INDE)", destaca o diretor-presidente da Emplasa, Luiz José Pedretti.

Ele explica que a IDE-SP passou a centralizar, desde a instituição do Decreto 61.486/2015, do Governo do Estado, o acesso aos dados geoespaciais das diversas instituições públicas, integrando o acervo estadual e promovendo a difusão destas informações. "Segundo o artigo 6º do Decreto, os órgãos e entidades da administração pública são responsáveis pelo compartilhamento obrigatório de seus dados geoespaciais", reforça.

A Emplasa é gestora e responsável pela implantação, coordenação, administração e execução das ações referentes à IDE-SP, que desde 2017 faz parte da INDE. No ano passado, a IDE-SP foi finalista do Prêmio Mario Covas, que destacou projetos de gestão pública em benefício dos cidadãos.

De cara nova, a IDE-SP apresenta neste mês de junho sua nova identidade visual, desenvolvida a partir de uma marca exclusiva. A plataforma também foi reconstruída visualmente, agregando o mesmo padrão já utilizado em outros produtos digitais da Emplasa.

Já na página inicial da plataforma, o usuário encontra acessos rápidos ao catálogo de metadados.O visualizador foi modernizado e agora conta com um menu inteligente, que pode ser movimentado pelo usuário. O espaço de navegação dos mapas foi ampliado, facilitando a visualização do conteúdo.

 

Órgãos e instituições que já aderiram à IDE-SP

AgemBS

Agência Metropolitana da Baixada Santista

www.agem.sp.gov.br

Cetesb

Companhia Ambiental do Estado de São Paulo

www.cetesb.sp.gov.br

Emplasa S.A.

Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano

www.emplasa.sp.gov.br

EMTU/SP

Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos

www.emtu.sp.gov.br

Fundação Florestal

Fundação Florestal

www.fflorestal.sp.gov.br

IPT

Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo

www.ipt.br

IAC

Instituto Agronômico de Campinas

www.iac.sp.gov.br

Instituto Geológico

Instituto Geológico

www.igeologico.sp.gov.br

Secretaria da Cultura

Secretaria da Cultura

www.cultura.sp.gov.br

SEDS

Secretaria de Desenvolvimento Social

www.desenvolvimentosocial.sp.gov.br

SMA

Secretaria do Meio Ambiente

www.amblente.sp.gov.br

SSRH-CBH-RB

Comitê da Bacia Hidrográfica Ribeira de Iguape e Litoral Sul

www.sigrb.com.br

 

www.emplasa.sp.gov.br

www.idesp.sp.gov.br

12/06/2018 Leia na íntegra esta matéria: (IDE-SP reúne dados espaciais de 12 órgãos públicos e deve crescer em 2018)

26-30 of 532<  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  ...  >