Releases

Releases

Prefeitos Benjamim Bill e Gustavo Reis são eleitos Presidente e Vice-presidente do Conselho de Desenvolvimento Metropolitano

O Prefeito de Nova Odessa – Benjamim Bill Vieira de Souza - e o Prefeito de Jaguariúna – Gustavo Reis – foram eleitos por aclamação como Presidente e Vice-presidente do CD-RMC (Conselho de Desenvolvimento Metropolitano da RMC) e estarão à frente das ações metropolitanas a partir de hoje, pelo período de um ano. A reunião aconteceu no município de Santa Bárbara d’Oeste, presidida pelo Presidente e Prefeito anfitrião – Denis Andia, que esteve ladeado pelo seu Vice-Presidente e Prefeito de Sumaré – Luiz Alfredo Dalben, pela Diretora Executiva da AGEMCAMP – Ester Viana e pelo Subsecretário de Assuntos Metropolitanos – Edmur Mesquita. A reunião teve a presença de 13 Prefeitos, 4 Vice-Prefeitos, além dos membros do Governo do Estado na Região.

Para a Diretora Executiva da AGEMCAMP - Ester Viana, a aclamação da nova presidência reforça a integração do Conselho. “A grande participação dos Prefeitos e o fato de não ser necessário fazer eleição para esta escolha demonstram o comprometimento e a harmonia entre eles, o que tem fortalecido cada dia mais a consciência metropolitana”, ressalta Ester Viana. O Subsecretário de Assuntos Metropolitanos – Edmur Mesquita também afirmou que as reuniões do Conselho de Desenvolvimento tem se pautado pelo diálogo e pelo consenso entre os membros.

Em suas palavras, o Presidente eleito Benjamim Bill se disse honrado em representar o Conselho de Desenvolvimento e ressaltou a força da Região. “Todos os Prefeitos defendem a RMC em uma só voz e quem ganha é a população, pois com ações integradas teremos a Região cada vez mais fortalecida”.

O Vice-Presidente eleito Gustavo Reis também ressaltou a integração entre os membros do Conselho. “Existe na Região o espírito metropolitano, que tem se fortalecido entre os Prefeitos e os membros do Estado, muito pela trabalho da Subsecretaria de Assuntos Metropolitanos, na pessoa do Edmur Mesquita, e da AGEMCAMP, na pessoa da Ester Viana”.

Além da presidência do Conselho, também foram eleitos os membros do Conselho de Orientação do Fundocamp (Fundo de Desenvolvimento da RMC), que ficou sob a responsabilidade dos Prefeitos de Artur Nogueira – Ivan Vicensotti, de Itatiba – Douglas de Oliveira e a Vice-Prefeita de Valinhos – Laís Helena; como membros do Estado foi eleito o gerente do escritório regional da CDHU – Vitório Bando, além da diretora Técnica – Viviane de Oliveira Moreira e Diretora Administrativa – Carmen Elias, da Agemcamp. O Conselho de Orientação do Fundocamp é responsável pelo acompanhamento a aprovação dos recursos financeiros destinados à realização dos projetos metropolitanos em cada município.

NOVOS PROJETOS

Além da definição da nova presidência, o Conselho de Desenvolvimento da RMC aprovou também a priorização de recursos do Fundocamp no valor de R$ 15 milhões para novos projetos metropolitanos: R$3 milhões para a aquisição do radar meteorológico e implantação do Centro Regional de Meteorologia da RMC, R$5 milhões destinados à área da Segurança, para aquisição de software visando a integração, atualização e expansão do Sistema de Videomonitoramento dos 20 municípios e R$7 milhões destinados à obras de Mobilidade Urbana.

CIDADES SUSTENTÁVEIS

A reunião no Conselho teve ainda em sua pauta apresentação do programa Cidades Sustentáveis, realizado por iniciativa da sociedade civil (Rede Nossa São Paulo, Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis e Instituto Ethos) em prol do desenvolvimento sustentável nos municípios. A apresentação foi feita pela coordenadora de Mobilização do programa – Zuleica Goulart. De acordo com a Diretora Executiva Ester Viana, a intenção é implantar o programa na Região, somadas com ações que vem já vem sendo realizadas. Mais informações sobre o programa podem ser obtidas no site www.cidadessustentaveis.org.br

Subsecretaria de Assuntos Metropolitanos

21/02/2018 Leia na íntegra esta matéria: (Prefeitos Benjamim Bill e Gustavo Reis são eleitos Presidente e Vice-presidente do Conselho de Desenvolvimento Metropolitano)



Emplasa e Unicamp apresentam plano de trabalho para elaboração do PDUI-RMC

Com objetivo de apresentar o plano de trabalho e definir o cronograma da elaboração do PDUI-RMC (Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado), a Agemcamp promoveu em sua sede, em Campinas, mais uma reunião com os membros da Câmara Temática Especial.

A reunião aconteceu em 1º de fevereiro e teve a presença dos técnicos, diretores e secretários municipais, da diretoria da Agemcamp, da Emplasa e da Unicamp.

O cronograma e o plano de trabalho foram apresentados pela equipe da Emplasa ─ Maria Ligia Wertheimer e Eugênio Senese Neto, com a participação das assessoras técnicas Fernanda Costa e Eloisa Rolim.

De acordo com as informações da Gerente de Desenvolvimento Urbano, Maria Ligia Wertheimer, o PDUI-RMC será desenvolvido em duas etapas, sendo que a primeira se caracteriza pela elaboração dos conteúdos técnicos, com diagnóstico para identificação das demandas e potencialidades do desenvolvimento metropolitano, objetivos, diretrizes e macrozoneamento, até chegar à fase de elaboração da minuta de Projeto de Lei, já que o Estatuto da Metrópole determina que o Plano seja transformado em lei.

A segunda etapa destina-se ao processo participativo, com mobilização social, realização de oficinas técnicas para refinamento do diagnóstico regional e audiências públicas para discussão e validação junto à sociedade civil. A elaboração do PDUI terá como eixos estruturantes as áreas de Planejamento e Uso do Solo, Mobilidade (transporte público e logística), Meio Ambiente, Saneamento e Defesa Civil, Habitação e Desenvolvimento Econômico.

Além do trabalho da Emplasa, a Unicamp será responsável pelo desenvolvimento dos estudos demográficos e econômicos do PDUI, por meio do NEPO (Núcleo de Estudos da População).

Serão feitos diagnósticos e análises da economia regional, incluindo evolução dos PIBs regional e municipal, e por setor (industrial, agropecuária e serviços na RMC).

Também serão feitas análises sociodemográficas (índice de envelhecimento, distribuição etária, etc), crescimento e redistribuição espacial da população (crescimento populacional, densidade demográfica, migração, etc), reprodução e condições de saúde (fecundidade, mortalidade, internação hospitalar, etc), entre outras análises.

A apresentação dos primeiros trabalhos da Unicamp foi feita pelos Professores Doutores José Marcos P. Cunha (Coordenador do Projeto) e Humberto Miranda, com a participação do Professor Doutor Alberto Jakob (Coordenador do NEPO/Unicamp) e do Doutorando em Economia, Leonardo Rodrigues.

Câmara Temática Especial do PDUI

A Câmara Temática Especial do PDUI foi criada em 2015 e desde então vem reunindo constantemente os técnicos municipais. Nestas reuniões foi elaborado o Termo de Referência que norteará todo o trabalho. “Todas as ações são definidas em conjunto com os municípios, de forma integrada com a Região”, explica a Diretora Executiva da Agemcamp, Ester Viana, ressaltando que “por consenso, várias Câmaras Temáticas da RMC deverão ser chamadas para discussões, como forma de contribuir com aspectos técnicos ao Plano”.

Agemcamp
Ana Paula Santos

08/02/2018 Leia na íntegra esta matéria: (Emplasa e Unicamp apresentam plano de trabalho para elaboração do PDUI-RMC)

Debate sobre transporte de cargas na RMSP avança

A Câmara Temática de Transporte de Cargas, instituída pelo Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), terá novo encontro em 20/02 para elaborar proposta de projeto a ser encaminhado ao Conselho, visando à integração dos sistemas de informação sobre transporte de cargas no país com ênfase na RMSP.

Nesta terça-feira (30/01), o grupo se reuniu em São Paulo para ouvir e trocar experiências com autoridades do setor e levantar suas principais dificuldades e prioridades. "Esse debate de ideias visa agregar informação, levantar os sistemas em operação e as possibilidades existentes para melhorar o tráfego de cargas na RMSP", colocou Antonio Kunigelis Júnior, da Subsecretaria de Assuntos Metropolitanos.

Participaram do debate representantes das prefeituras e órgãos municipais da região, tendo como convidados Dalton de Campos Mello Filho, coordenador de fiscalização regional da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que apresentou o sistema Canal Verde Brasil, o Major Marcos de Paula Barreto, diretor interino da Casa Militar (Defesa Civil), que contou sua experiência na área no Estado de São Paulo.

Adilson Piveta, técnico da Emplasa, apresentou o Sistema de Informações Metropolitanas (SIM-Emplasa).

O Canal Verde Brasil é o principal projeto em andamento na ANTT e visa ao monitoramento de tudo que está sendo transportado no território nacional, com um controle rígido da origem e destino dos caminhões Brasil afora. A meta é desenvolver uma rede logística inteligente e reduzir o chamado Custo Brasil, segundo Dalton de Campos.

A próxima reunião da Câmara Temática será em 20/02, às 14h, na Rua Boa Vista, 170, auditório C do mezanino

31/01/2018 Leia na íntegra esta matéria: (Debate sobre transporte de cargas na RMSP avança)

1-5 of 481<  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  ...  >