Governo de SP

Releases

Releases


Emplasa inicia no dia 18/02 consulta pública sobre a Aglomeração Urbana de Franca

A população da Aglomeração Urbana de Franca (AUF) terá oportunidade de participar, a partir da próxima segunda-feira (18/02), de ampla consulta pública sobre a região, que é integrada por 19 municípios: Aramina, Buritizal, Cristais Paulista, Franca, Guaíra, Guará, Igarapava, Ipuã, Itirapuã, Ituverava, Jeriquara, Miguelópolis, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, Rifaina, São Joaquim da Barra e São José da Bela Vista.

O objetivo da consulta é ampliar informações sobre as potencialidades de desenvolvimento econômico, social e cultural, impulsionadores e barreiras ao crescimento da AUF. Para participar é só acessar o link <http://consultapublicaauf.intelekto.org>, disponível no site e no Facebook da Emplasa, e deixar uma opinião ou sugestão. O prazo para consulta acaba em 08/03/2019.

A iniciativa faz parte de um amplo projeto do Estado de São Paulo denominado Unidades de Informações Territorializadas (UITs), desenvolvido na Aglomeração Urbana a partir de 2018 pela Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa), em parceria com a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP). "As UITs vão identificar os principais fatores que influenciam o desenvolvimento da Aglomeração Urbana de Franca, do ponto de vista daqueles que vivem na região, daí a importância de ouvirmos as pessoas nessa consulta pública", ressalta o diretor-presidente da Emplasa, Nelson Antônio de Souza.

Outras etapas do projeto já foram cumpridas pela equipe de técnicos da FESPSP, como a realização de duas oficinas, e resultará em um atlas digital. Estes resultados vão subsidiar a elaboração de futuras políticas públicas ou ações da iniciativa privada para o desenvolvimento econômico e social da AUF.

O QUE SÃO UITs                                                                                                              

As UITs são recortes do território municipal que correspondem a uma unidade de análise para fins de planejamento regional. Elas permitem uma leitura dinâmica e detalhada do território, bem mais próxima da realidade do município, porque reconhecem e qualificam as principais características fisico-territoriais e socioeconômicas, associando padrões de uso e ocupação do solo e dados estatísticos.

COMO PARTICIPAR

Para participar, basta clicar no link <http://consultapublicaauf.intelekto.org>, que dá acesso à área da consulta, onde o participante poderá manifestar sua opinião. Nas páginas seguintes, terá acesso a três quadros de informações sobre a AUF, com análises sobre as atividades econômicas existentes, as que se destacam como potencialidades para impulsionar o crescimento da AU, além de um quadro sobre os problemas, vantagens competitivas, ameaças e oportunidades ao seu desenvolvimento econômico.

Em cada um dos quadros, são apresentados tópicos nos quais é possível opinar individualmente, ou ainda sugerir a inclusão de novos tópicos.

Há opções de participar anonimamente ou indicando um endereço de e-mail. Ao optar por informar o e-mail, o participante poderá acessar a qualquer tempo a consulta, completando ou alterando opiniões. Aqueles que não se identificarem não terão como rever a postagem. 

São Paulo, 15 de fevereiro de 2019

 

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

TEL.: 11 3293 5318

www.emplasa.sp.gov.br

www.facebook.com/Emplasa/

15/02/2019 Leia na íntegra esta matéria: (Emplasa inicia no dia 18/02 consulta pública sobre a Aglomeração Urbana de Franca)


Emplasa inicia nesta segunda consulta pública sobre a Região Metropolitana de Ribeirão Preto

A população da Região Metropolitana de Ribeirão Preto (RMRP) terá oportunidade de participar, a partir desta segunda-feira (11/02), de uma consulta pública que visa ampliar informações sobre as potencialidades de desenvolvimento econômico, social e cultural, impulsionadores e barreiras ao crescimento da Região. É só acessar o link <http://consultapublicarmrp.intelekto.org> e deixar uma opinião ou sugestão. O prazo para consulta acaba em 01/03/2019.

A iniciativa faz parte de um amplo projeto do Estado de São Paulo, denominado Unidades de Informações Territorializadas (UITs), iniciado na Região em 2018 pela Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa), em parceria com a Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP).

"O resultado desse trabalho será reunido, posteriormente, em um atlas digital, e irá contribuir para a elaboração de futuras políticas públicas ou ações da iniciativa privada para o desenvolvimento econômica e social da RMRP", informa o ex-presidente da Emplasa, que deu início ao projeto, Luiz José Pedretti.

O Projeto UITs, metodologia desenvolvida pela Emplasa, visa identificar os principais fatores de influência sobre o processo de desenvolvimento da Região Metropolitana de Ribeirão Preto, criada em 2016, levando em conta suas dinâmicas sociais, econômicas e ambientais. Outras etapas do projeto já foram cumpridas pela equipe de técnicos da FESPSP, como uma série de oficinas em Jaboticabal, Santa Cruz da Esperança, Ribeirão Preto (de 27 a 29/11) e Batatais (07/12).

O QUE SÃO UITs

As UITs são recortes do território municipal que correspondem a uma unidade de análise para fins de planejamento regional. Elas permitem uma leitura detalhada do território, bem mais próxima da realidade do município, porque reconhecem e qualificam as principais características físico-territoriais e socioeconômicas, associando padrões de uso e ocupação do solo e dados estatísticos.

COMO PARTICIPAR

Para participar, basta clicar no link <http://consultapublicarmrp.intelekto.org>, que dá acesso à área da consulta, onde o participante poderá manifestar sua opinião. Nas páginas seguintes, terá acesso a três quadros de informações sobre a RMRP, com análises sobre as atividades econômicas existentes, as que se destacam como potencialidades para impulsionar o crescimento da RM, além de um quadro sobre os problemas, vantagens competitivas, ameaças e oportunidades para o desenvolvimento econômico da região.

Em cada um dos quadros, são apresentados tópicos nos quais é possível opinar individualmente, ou ainda sugerir a inclusão de novos tópicos.

Há opções de participar anonimamente ou indicando um endereço de e-mail. Ao optar por informar o e-mail, o participante poderá acessar a qualquer tempo a consulta, completando ou alterando opiniões. Se optar por participar anonimamente, não será possível rever a postagem.

 

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

TEL.: 11 3293 5318

www.emplasa.org.br 

São Paulo, 11 de fevereiro de 2018

11/02/2019 Leia na íntegra esta matéria: (Emplasa inicia nesta segunda consulta pública sobre a Região Metropolitana de Ribeirão Preto)


1-5 of 536<  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  ...  >