Governo de SP

Notícias

Fique por dentro das notícias

Economia segue firme na recuperação

Vai de vento em popa a recuperação da economia do Estado de São Paulo, de acordo com os indicadores econômicos mais recentes. Uma das notícias positivas, que se consolida neste segundo semestre, é o crescimento de 2,7% do PIB (Produto Interno Bruto) paulista no resultado acumulado dos quatro trimestres encerrados em junho, em comparação com os quatro trimestres anteriores, de acordo com dados da Fundação Seade. Houve aumento da produção industrial em 13 das 16 regiões do Estado e, em seis delas, o crescimento superou 6%. Regiões com forte presença agrícola registraram aumento expressivo da produção da indústria, como a central, em torno de Araraquara (6,7%), e a de Bauru (6,4%). No todo, a Região Metropolitana de São Paulo e as regiões de Campinas, Sorocaba e de São José dos Campos, área responsável por 82,1% da atividade econômica estadual, cresceram mais do que a média estadual no período analisado.

 

Mobilidade Urbana

O concurso de aplicativos Desafio InoveMob, criado para promover alternativas de deslocamento entre escolas, universidades, centros empresariais e esportivos, hospitais e terminais de transporte coletivo, escolheu cinco projetos: carona de bicicleta, de carro e até carona a pé; solução de recarga para unificar cartões de transporte e um sistema de alerta e rastreamento de casos de assédio. Organizado pelo WRI Brasil, entidade focada em pesquisa, estratégias e ferramentas para clima, florestas e cidades, e financiado pela Toyota Mobility Foundation, o desafio avaliou um total de 100 projetos de 13 Estados. Entre os requisitos para concorrer estavam o uso de tecnologias limpas, a promoção do compartilhamento de veículos, a contribuição para a acessibilidade de pessoas com deficiência, idosos e crianças e o fomento à equidade de gênero na mobilidade. O vencedor será anunciado no dia 5 e receberá R$ 400 mil para dar escala a seu projeto e implantá-lo em cidades brasileiras.

 

Segurança alimentar

Exatas 373 cidades paulistas possuem legislação sobre o Conselho Municipal de Segurança Alimentar. Entre elas, em 117 os órgãos estão ativos e em 256, inativos. Uma plataforma virtual de conselhos municipais de segurança alimentar pode ajudar na elaboração e implantação de políticas públicas no setor em todo o Estado. O Consea-SP (Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável) lançou uma ferramenta on-line para a consulta da situação dos conselhos.

 

Financiamento para as cidades

O Ministério das Cidades regulamentou recentemente nova linha de financiamento do Programa de Desenvolvimento Urbano (Pró-Cidades). A opção de crédito deve proporcionar aos Estados, municípios e consórcios condições para formular e implantar estratégias de planejamento territorial integrado em áreas urbanas consolidadas. A nova linha de financiamento está dividida em duas modalidades para Estados e municípios:

– Reabilitação de área urbana: estratégias para a política de desenvolvimento urbano local, priorizando a qualificação do espaço público e o uso de imóveis vazios e ociosos prioritariamente para habitação de interesse social. O objetivo é combater os vazios e a degradação urbana com o estímulo às habitações bem localizadas e integradas aos instrumentos do Estatuto da Cidade e do Estatuto da Metrópole.

– Modernização tecnológica urbana: implantação e desenvolvimento de soluções e ferramentas tecnológicas que fomentem soluções inovadoras em Cidades Inteligentes (Smart Cities), visando otimizar a prestação dos diversos serviços públicos à população e melhorar a qualidade de vida nas cidades.

 

Sem álcool

Projeto aprovado pela Assembleia Legislativa na quarta-feira proíbe a ingestão de bebidas alcoólicas na área de abastecimento dos postos de combustíveis. Para o autor da proposta, deputado Wellington Moura (PRB, base eleitoral na Capital), “a bebida consumida em postos de gasolina estimula brigas, rachas e os pancadões, principalmente nas periferias”. Uma emenda permite o consumo de bebida alcoólica em áreas restritas dos postos situadas fora do pátio de abastecimento. Deverão ser afixados cartazes sobre a norma, nos locais proibidos. Em caso de infratores, os estabelecimentos ficarão responsáveis em advertir sobre a lei. Em caso de persistência, a força policial poderá ser usada para retirar os transgressores. Aprovada em plenário, a iniciativa aguarda agora sanção do governador Márcio França.

 

Orçamento ‘ok’

Os deputados paulistas aprovaram a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para o ano de 2019. A norma define as metas e as prioridades em que se baseará a distribuição dos recursos no Orçamento do Estado para o próximo ano. Propostas de alteração da legislação tributária e orientações sobre a gestão da dívida pública também são tratadas nessa lei. O projeto esteve em pauta por 15 sessões e recebeu 1.341 propostas de alterações.  

Fonte: Diáriod Grande ABC

Data: 03/12/2018

Por: Wilson Marini

Link: https://www.dgabc.com.br/Noticia/2994176/economia-segue-firme-na-recuperacao

04/12/2018 Leia na íntegra a mat&ecute;ria (Economia segue firme na recuperação )

Governador Márcio França assina decreto que cria o Plano Cicloviário do Estado

O governador Márcio França assinou neste domingo (2), em Santos, decreto regulamentando a Lei 10.095, de 26 de novembro de 1998, que dispõe sobre o Plano Cicloviário do Estado de São Paulo. O evento de assinatura foi realizado em frente ao Museu Pelé e também contou com a presença do Secretário de Logística e Transportes, Mário Mondolfo.

O decreto, que disciplina a implementação de infraestrutura viária para o trânsito de veículos de propulsão humana nas estradas de rodagem estaduais, tem entre outros objetivos planejar a implantação de ciclovias ou ciclofaixas e promover a integração com o sistema intermunicipal de transportes.

Além de definir as caraterísticas técnicas da infraestrutura necessária e os critérios e parâmetros de segurança viária condizendo com esse gênero de tráfego, o Plano Cicloviário orienta no sentido de que seja dada preferência às ciclovias, e que a opção por ciclofaixas deve ser adotada apenas quando houver indicação técnica específica ou ausência de recursos financeiros para a construção de ciclovias.

Também está previsto o desenvolvimento de um Programa Especial de Ciclovias e Ciclofaixas sob a coordenação da Secretaria de Logística e Transportes. Todas as intervenções físicas e seus possíveis impactos ambientais decorrentes da implantação do Programa Especial serão submetidos à análise preliminar dos órgãos ambientais para a obtenção de autorizações e licenças, quando cabíveis.

Investimentos – O desenvolvimento do Plano Cicloviário do Estado de São Paulo contará com recursos das Propostas Orçamentárias Anuais de todos os órgãos e Secretarias responsáveis por obras, manutenção, circulação, integração modal, infraestrutura de estacionamento, de sinalização e de apoio à segurança de trânsito e combate à poluição automotiva.

Principais objetivos

– Controlar estatisticamente acidentes visando aprimorar o sistema de análise de suas causas e melhorar os programas de prevenção;

– Introduzir critérios de planejamento para implantação de ciclovias ou ciclofaixas em rodovias estaduais pavimentadas;

– Compatibilizar e promover a integração com o sistema de transportes intermunicipal;

– Facilitar a circulação nos espaços e áreas adjacentes ou circundantes às rodovias estaduais pavimentadas;

– Conscientizar a população através de campanhas educativas sobre o uso conjunto e a circulação por trechos de rodovias estaduais pavimentadas de tráfego compartilhado;

– Promover a integração e a conectividade da bicicleta com o sistema intermodal de transportes do Estado e municípios;

– Definir e implantar medidas visando à segurança dos pedestres, usuários em geral, bem como os de veículos de propulsão humana;

– Promover soluções cicloviárias harmônicas com o desenvolvimento urbano sustentável e com a mobilidade viária;

– Garantir transparência e mitigação dos custos ambientais, sociais e econômicos;

– Promover esforços para a convivência segura entre pedestres, ciclistas e modais de transporte motorizado;

– Implementar, através do Ciclo Comitê Paulista, o Portal Cicloviário do Estado de São Paulo, para mapeamento das rotas de ciclismo rurais, visando o fomento da cultura da bicicleta.

Pedal Anchieta 2018                                                                              

Também neste domingo, aconteceu o Pedal Anchieta 2018, a descida de bicicleta do planalto de São Paulo até o litoral de Santos, num percurso de 55 quilômetros, uma antiga reivindicação dos ciclistas.

“Nós vamos reutilizar estruturas que já existem e criar outras com pequenas adaptações e, eventualmente, pequenos investimentos que podem ser feitos”, disse o Governador Márcio França durante o evento. “Essa descida é um bom exemplo de uma utilização plena de algo que pode ser usado constantemente. Dá para ser repetido várias vezes”

Em maio, o governador Márcio França anunciou o apoio para a realização do evento anual e a liberação de uma verba de R$ 5 milhões para realização das obras necessárias à implantação da Rota Márcia Prado. Outra demanda dos ciclistas, também atendida, foi a criação de um Ciclo-Comitê para debater políticas de mobilidade por bicicletas na esfera estadual.

Ciclo Comitê Paulista

O Ciclo Comitê Paulista tem o objetivo de subsidiar tecnicamente e definir ações estaduais relacionadas à implementação de procedimentos e estruturas para veículos não motorizados (transporte ativo). O comitê é formado por membros que representam o governo e a sociedade civil. Mais informações:https://www.ambiente.sp.gov.br/ciclocomitepaulista 

Fonte: Portal do Governo do estado de São Paulo

Data: 02/12/2018

Por: Redação

Link: http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/ultimas-noticias/governador-marcio-franca-assina-decreto-que-cria-o-plano-cicloviario-do-estado-2/

04/12/2018 Leia na íntegra a mat&ecute;ria (Governador Márcio França assina decreto que cria o Plano Cicloviário do Estado)

Trólebus do Corredor ABD reduzem emissão de mais de 20 mil toneladas de poluentes

O levantamento foi feito pela EMTU em conjunto com a Metra, responsável pela operação do corredor metropolitano

Foto: Revista AutoBus

Os 96 trólebus da Metra que operam no Corredor ABD colaboram significativamente para a preservação ambiental e melhora da qualidade do ar e do bem-estar da população da Grande São Paulo. Um levantamento da EMTU constatou que no período entre janeiro de 2017 e outubro deste ano 8,1 milhões de litros de óleo diesel deixaram de ser consumidos por conta da operação das linhas com trólebus.

Além disso, 21,1 mil toneladas de dióxido de carbono, 104 toneladas de óxido de nitrogênio e 1,7 tonelada de material particulado não foram liberados no meio ambiente.

A operação do Corredor Metropolitano ABD com os trólebus da Metra é uma contribuição positiva para a qualidade do meio ambiente e para a saúde das pessoas.

O óxido de nitrogênio é um poluente relacionado a problemas respiratórios e diminuição da resistência do organismo a infecções. Materiais particulados podem entrar facilmente na corrente sanguínea, agravam o quadro de doenças do coração e podem ser cancerígenos.

Comparação das tecnologias

Os dados das reduções dos poluentes foram obtidos levando em conta a comparação com os ônibus a diesel equivalentes, considerando o ano de fabricação dos trólebus e a tecnologia correspondente aos veículos movidos a combustão. Até o primeiro trimestre de 2012, eram vendidos no Brasil ônibus que seguiam os padrões internacionais Euro 3, que são mais poluentes que os modelos atuais, Euro 5.

Assim, para chegar a dados mais próximos da realidade, a EMTU comparou os trólebus produzidos até aquela data com os ônibus a diesel padrão Euro 3. Em relação aos trólebus fabricados a partir do segundo trimestre de 2012, a comparação foi com ônibus a diesel do mesmo porte, mas já com o padrão Euro 5.

A EMTU considerou também a estimativa de que os trólebus percorreram 11 milhões de quilômetros, conforme levantamento da Metra, que também informou a estimativa do consumo de diesel de modelos com as mesmas configurações dos trólebus. Há trólebus conectados à rede área Tipo Padron, uma unidade de 15 metros e veículos articulados.

Corredor ABD

Corredor ABD tem 33 quilômetros entre São Mateus, na Zona Leste de São Paulo, e Jabaquara, na Zona Sul, passando pelas cidades de Santo André, Mauá (Terminal Sônia Maria), São Bernardo do Campo e Diadema. Há ainda mais 12 km de extensão no trecho entre Diadema e Brooklin, na Zona Sul de São Paulo, mas nesta parte do sistema não há rede de trólebus.

EMTU

Acompanhe todas as notícias sobre a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), acessando a seção EMTU.

Mobilidade Sampa

Quer ficar informado sobre tudo o que acontece na mobilidade urbana de São Paulo e Região Metropolitana?

Fonte: Mobilidade Sampa

Data: 30/11/2018

Por: Redação

Link: https://mobilidadesampa.com.br/2018/11/trolebus-do-corredor-abd-reduzem-emissao-de-mais-de-20-mil-toneladas-de-poluentes/

03/12/2018 Leia na íntegra a mat&ecute;ria (Trólebus do Corredor ABD reduzem emissão de mais de 20 mil toneladas de poluentes)

Transporte Urbano

Um estudo da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP) com dados de 2016 - referentes a cidades que concentram dois terços da população brasileira -, que acaba de ser divulgado, faz uma notável radiografia do sistema de mobilidade urbana de todo o País. A pesquisa merece a atenção não só das autoridades às quais cabe tomar as decisões destinadas a melhorar o serviço de transporte público, mas também à população em geral que é a principal interessada no bom funcionamento do sistema.

O trabalho levanta informações que podem surpreender os usuários dos vários modos de deslocamento no meio urbano e até mesmo pessoas afeitas a lidar com o problema como profissionais. Um exemplo é a distribuição dos 65,3 bilhões de viagens realizadas nos vários modais em 2016. Há muito não é novidade que um grande número de viagens é feito a pé, seja porque as distâncias a serem percorridas são pequenas, e por isso compensam o esforço físico, seja por falta de dinheiro, o que se tornou mais comum por causa do desemprego e da grave crise por que passa o País.

Mesmo assim, não deixa de espantar que nada menos que 43% das viagens, ou 28 bilhões do total, tenham sido feitas a pé ou de bicicleta. Os deslocamentos de bicicleta são de número quase insignificante naquele total, apenas 1,6 bilhão. Isso significa que, por maior que seja a necessidade de ajudar a incentivar um meio de transporte que em todo o mundo tende a crescer, essa expansão deve começar, como é óbvio, pelos locais de maior procura por ciclovia, ao contrário do que foi feito, por exemplo, com a maioria das implantadas na capital paulista no governo do prefeito Fernando Haddad. O grande problema apontado pelo dado referente às viagens a pé é a necessidade de melhorar as calçadas, principalmente das cidades grandes e médias, cujo estado é em geral lastimável, o que dificulta as caminhadas e expõe os pedestres a sérios riscos de acidentes, como revelam as estatísticas.

Em segundo lugar vem o transporte individual motorizado, por carro (16,2 bilhões de viagens) e motos (2,7 bilhões), num total de 18,9 bilhões, ou 29%. Depois, com uma pequena diferença, vem o transporte coletivo: ônibus, com 15,9 bilhões de viagens, e sistema metroferroviário, com 2,4 bilhões, num total de 18,3 bilhões, ou 28%. É preciso evitar equívocos que podem ser sugeridos pelo fato de o número de viagens no transporte individual ser maior que no coletivo. O coletivo, é claro, transporta um número de passageiros muito maior por unidade. Mas a comparação de uns e outros números é importante para mostrar o papel relevante que o transporte individual representa e ainda representará por um bom tempo nas cidades grandes e médias, e o quanto, por isso, é descabido e irresponsável demonizá-lo demagogicamente, sob pretexto de favorecer o transporte coletivo, como se fez em São Paulo no governo Haddad.

E essa situação vai durar porque a solução do problema do transporte urbano depende, a curto e médio prazos, da reforma e melhora do serviço de ônibus, para torná-lo rápido e confortável. É o tempo de espera necessário para expandir a rede de metrô e modernizar e ampliar a de trens de subúrbio, que demandam maiores investimentos e prazos longos. São eles, como mostra o exemplo das cidades dos países desenvolvidos, em especial os da Europa, os principais pilares de um eficiente - rápido e pontual - sistema de transporte para as grandes cidades. É esse sistema que, aqui e lá fora, transporta o maior número de passageiros pelas maiores distâncias.

Enquanto isso, as cidades brasileiras terão de conviver com grandes frotas de automóveis e motos. Com maior razão ainda - pois as viagens a pé lideram os deslocamentos - é importante cuidar melhor das calçadas, que mesmo em São Paulo, a cidade mais rica do País, estão em péssimo estado.

Além de alguns dados novos, essas são velhas e teimosas verdades que o estudo da ANTP vem relembrar.

Fonte: Estadão

Data: 29/11/2018

Por: Redação

Link: https://opiniao.estadao.com.br/noticias/geral,transporte-urbano,70002625699

30/11/2018 Leia na íntegra a mat&ecute;ria (Transporte Urbano)

Luiz Fernando é reeleito presidente do Conselho da Aglomeração Urbana

O prefeito Luiz Fernando Machado foi reeleito como presidente do Conselho Consultivo da Aglomeração Urbana de Jundiaí (AUJ), em eleição realizada na manhã desta quinta-feira (22). O prefeito de Itupeva, Marcão Marchi, foi escolhido como vice-presidente. A AUJ é formada por Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itupeva, Jarinu, Jundiaí, Louveira e Várzea Paulista.

De acordo com Luiz Fernando, a prioridade agora será alcançar “resultados práticos” que proporcionem benefícios à população. “A AUJ tem se mostrado uma interessante ferramenta de debates de ideias, mas, agora, precisamos trabalhar por ações efetivas, especialmente nas áreas de segurança e saúde. Vamos estreitar a nossa relação política com o Governo do Estado a fim de viabilizar recursos para os municípios investirem nessas áreas”, destacou.

23/11/2018 Leia na íntegra a mat&ecute;ria (Luiz Fernando é reeleito presidente do Conselho da Aglomeração Urbana)

51-55 of 565<  ...  6  7  8  9  10  11  12  13  14  15  ...  >